Documentos de Venda – Anular, devolução total ou parcial

Os documentos financeiros, nomeadamente os de venda estão sujeitos a normas muito restritas. Por isso, após a sua emissão, as operações a realizar são muito limitadas, no entanto em determinadas situações é possível anular, estornar total ou parcialmente.

Anular um Documento de Venda

Anular um documento de venda implica que o documento seja excluído de todas as análises. Para anular basta aceder ao explorador de documentos, procurar/selecionar o documento e escolher a opção do menu de contexto Anular:

E indicar o motivo de anulação do documento:

Ao clicar no drill-down “Motivo de anulação” pode criar outros motivos.

Em alternativa pode abrir o documento aceder ao menu Operações e selecionar a opção Anular documento.

Atenção:

  • Caso se trate de um documento aberto, este será permanentemente eliminado.
  • Se o documento já tiver sido liquidado ou comunicado a AT, não é possível anular, terá de emitir uma Nota de Crédito (estornar), que permite anular um documento de venda (Fatura, Fatura Simplificada e Factura/Recibo) e devolver a quantia (total ou parcial) do documento ao cliente.

Devolução da quantia Total do Documento

Apontar para o documento em questão, por exemplo fatura/recibo, clique com botão direito do rato para aceder ao menu de contexto e escolha a opção estornar e irá surgir a janela seguinte:

Converter o documento em Nota de Crédito (Devolução) e selecionar o motivo.

Caso não pretenda fazer qualquer alteração à Nota de Crédito selecionar a opção Fechar Documento:

Por omissão, os documentos de estorno são:

  • Fatura – Nota de Crédito (NC);
  • Fatura-Recibo – Nota de Crédito (Devolução) (NCP);
  • Fatura Simplificada – Nota de Crédito (NCS).

Devolução Parcial do Documento

No entanto se se tratar de uma devolução parcial, o cliente devolve apenas algumas parcelas do documento.

Selecionar o Documento Nota de Crédito | Clicar Transformar Linhas, selecionar o documento que pretende fazer a devolução parcial. Neste exemplo, foi selecionada a Fatura A/46, em que o cliente comprou 150 caixas de azulejos:

Na campo Quantidade colocar a quantidade devolvida, por exemplo 120 caixas, e clicar e em “SAT.” (quantidade satisfeita). Por omissão, após clicar em “Satisfazer”, nas linhas de origem surge a quantidade que o cliente detém e nas linhas a transformar a quantidade devolvida.

Na Nota de Crédito, por omissão está uma linha com a origem do documento (obrigatório, para efeitos de emissão de SAF-T (PT)):

No Extrato de Conta Corrente do Cliente:

O valor ao ficar em Crédito na Conta Corrente do Cliente, pode ser descontado na próxima liquidação, contudo se pretender que o valor a crédito fique a zero pode emitir um Recibo com valor zero (por exemplo) – para faturas não liquidadas.

  1. Selecionar a Nota de Crédito em questão;
  2. Botão direito do rato, liquidar;
  3. Recibo.

Para regularizar a conta corrente do cliente, pode liquidar a Nota de Crédito com os seguintes tipos de documentos: Recebimento de fatura, Recebimento por Letra, Recibo, Pré-Recibo, Pagamento a Clientes ou Regularização de Clientes (Compensações). Estes documentos não têm valor contabilístico, apenas servem para regularizar a conta corrente do cliente.

Atenção:

  • Ao estornar um documento na sua totalidade, tem que ter atenção, deve selecionar sempre o documento em questão e clicar na opção estornar;
  • Quando se trata de uma Devolução Parcial, selecionar a Nota de Crédito, de acordo com o documento emitido e efetuar o procedimento anteriormente descrito;
  • Se selecionar uma Nota de Crédito Devolução (por exemplo) e clicar em transformar linhas, os únicos documentos que surgem são as Faturas/Recibos.
 Tesouraria & Contas Correntes    
top