Comunicação do SAFT (PT) à Autoridade Tributária – Erros mais comuns

Quando exporta o ficheiro SAFT (PT) no software WISEDAT e posteriormente submete-o no site E-Fatura, por vezes surgem alguns erros, que passamos a exemplificar:

“Ficheiro inválido”, Qual o erro possível? A mensagem que lhe foi dada de “ficheiro inválido”, significa que o ficheiro que está a tentar submeter tem problemas de estrutura face às regras de construção constantes na Portaria 302/2016. (Erro pouco provável do sistema WISEDAT).
“Ficheiro inválido”, Qual o erro possível? Utilização de caracteres inválidos, no campo Código da Entidade.
Nos validadores disponíveis na opção “Apoio ao Contribuinte”, dá o erro “Ficheiro inválido”. Qual o erro possível? Os validadores disponíveis no Portal da Finanças (Apoio ao contribuinte, SAF-T (PT), verificam a existência da tabela de produtos. No site e-factura, o ficheiro SAF-T (PT) é aceite sem a tabela de produtos, pelo que, neste caso deverá ignorar os erros do validador do Portal das Finanças.
“Ocorreu um erro ao enviar o ficheiro” o que devo fazer? Deverá verificar que não existem problemas no acesso à internet, e que a sua ligação está ativa. Também deve ainda verificar que não existe uma firewall/proxy a bloquear o acesso ao e-factura
Situações de processamento dos ficheiros previstas Pendente – Ainda espera processamento;

Integrado com sucesso – Todas as faturas do ficheiro foram registadas na base de dados da A.T;

Rejeitado – Detetou-se um problema a nível de conteúdo que impediu o respectivo processamento;

Integrado parcialmente – Algumas das faturas não foram registadas na base de dados da A.T, por algum dos seguintes motivos:

  • Faturas duplicadas – São exactamente iguais às que já se encontram registadas no e-factura.
  • Faturas rejeitadas – Ocorrem por diversos motivos, entre os quais:
    • Anulação de documento registado: O documento é igual a um documento já existente no sistema, à excepção do estado de documento que foi alterado para anulado.
    • Documento registado com valores diferentes: O documento já existe no sistema, apesar de constar com valores diferentes.
Documento inválido por valores anómalos Um dos erros comuns na construção de ficheiros SAF-T é a existência de valores anómalos (demasiado elevados), por vários motivos (por ex. inserção de um NIF no campo do valor da factura, ou inexistência de separador decimal). Quando este erro aparece deve-se tentar apurar quais os valores efetivamente comunicados no SAF-T.

Fonte: Portal da Finanças.

 Autoridade Tributária E Aduaneira    
top